Redes Sociais:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

financexperto

Copyright © 2017 financexperto

Planeje seus gastos, pois planejar vem antes de gastar!!!

“Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?" Lucas 14:28

 

O desejo de consumo é inerente ao ser humano, mas sempre deve ser precedido pelo planejamento financeiro. Marcar os ganhos e os gastos, monitorar rotineiramente, e agir no dia-a-dia para não perder o controle gerenciando suas compras é fundamental.

Conselhos de um Experto em Finanças Pessoais

Quanto devo poupar por mês???

     É quase impossível individualizar o quanto cada pessoa deveria tentar poupar por mês. É uma questão de consciência e de possibilidade realista de cada indivíduo/família. Acredito que, se por um lado a quantia em dinheiro tem que ser cômoda e não pode gerar transtornos, por outro lado deve fazer sentido para que a longo prazo você tenha um capital substancial que possa chamar de: “Esta é a minha reserva e estou feliz que a criei, pois agora com a renda mensal da mesma através de aplicações financeiras eu tenho uma segunda (ou até terceira)  fonte de renda que vai me ajudar a ter uma vida mais confortável”.

     Você entendeu aonde quero chegar? Ótimo! Que tal começar separando 5% dos seus ganhos líquidos a cada mês e colocando este valor em algum fundo de investimento de renda fixa ou no tesouro direto e o meu conselho é que você abra uma conta em alguma corretora de valores para obter um retorno melhor com seus investimentos, pois nos bancos de varejo (grandes bancos) essas aplicações não são tão vantajosas.

 

     Se você ainda mora na casa dos seus pais ou tem um ganho mensal razoável, pode separar até 10% dos seus ganhos líquidos. Separar mais do que 10% mensalmente se torna para muitas pessoas algo mais complicado, pois as despesas e gastos fixos aumentam constantemente.

 

     Para as pessoas que tem filhos menores, talvez possua elevados custos com educação, muito além daquilo que normalmente faz parte de um orçamento doméstico normal. Se os filhos já são maiores, as despesas sempre aumentam. A aquisição de um imóvel através de financiamento também cria problemas para poupar mensalmente. É por essa razão acima mencionado de que cada um teria que determinar o valor percentual caso a caso. Agora irei te lembrar de um conselho fundamental para iniciar um plano para poupar.

Conselho:

     Retire a parcela que você deseja economizar imediatamente quando recebe seu salário ou outro rendimento qualquer. Não espere o fim do mês para ver quanto sobra! Separe imediatamente a parcela destinada a sua reserva financeira, pois do contrário você jamais terá sobra, sua tendência é gastar o dinheiro antes.

Nada é para sempre...

     Nós não sabemos por quantos anos iremos viver e até que idade teremos forças e saúde para aguentar o batente. Eis o motivo de nós precisarmos das tais reservas financeiras.

 

     Quase todos nós, com o passar dos anos, primeiro amadurecemos e depois começamos a desejar uma vida mais cômoda. É a evolução natural da vida de um ser humano. Também é muito natural que os ganhos do trabalho para a maioria das pessoas comece a declinar a partir dos 45 a 55 anos.

 

     É justamente por esta razão que devemos preparar-nos para este período, criando fontes complementares e alternativas de renda. Uma delas é a aposentadoria pelo INSS, uma segunda pode ser o dinheiro vindo de uma previdência privada (plano de aposentadoria complementar) que iniciamos muitos anos antes. Uma terceira pode ser de investimentos voluntários realizados em um fundo de renda fixa, tesouro direto ou de ações.

Também podemos criar novas fontes de renda provenientes de um negócio ou do aluguel de algum imóvel. Há tantas modalidades diferentes de fontes de renda alternativas, que não dá para citar todas aqui.

 

     O importante de tudo isso é saber que, enquanto a fonte de nosso trabalho principal pouco a pouco declina devido a idade, outras fontes de renda devem substituí-la. Estas fontes novas não surgem por milagre, mas devem ser criadas muitos anos antes! Então, faça sua parte, pois quem perdeu a oportunidade não terá alternativa a não ser futuramente depender de terceiros!!!

Fonte: Frankenberg, Louis. Administre suas finanças, Coleção aprenda fácil. Editora Escala, 2004.