Please reload

Recent Posts

Bolsa de Valores: O que são ações Blue-Chips, Mid-Caps e Small-Caps?

November 29, 2018

A resposta simples, fácil e rápida é:

 

Blue-Chips: são ações “de primeira linha” de grandes empresas com alta capitalização, são as líderes de mercado e seus papéis são considerados como “investimento padrão” pelos pequenos investidores, fundos mútuos e corretores de valores pelo mundo afora.

 

Mid-Caps: 

 

são aquelas de empresas de médio porte, não são nem muito grandes, nem muito pequenas. Apresentam uma liquidez boa.

 

Small-Caps: são as nanicas da bolsa de valores, possuem uma capitalização muito menor, além de uma procura baixa e normalmente, pouca liquidez.

 

 

A resposta mais completa e melhor é:

 

Ações Blue-Chip: As mais famosas da bolsa de valores apresentam um alto volume de negociações diárias, ou seja, alta liquidez. Por isso muitos as adoram e acreditam que elas são as melhores.

 

E são mesmo? Não necessariamente.

 

O objetivo do investidor é lucrar, mas se você pesquisar bem, encontrará alternativas de investimentos mais promissores do que as queridinhas da Bovespa. Por isso a idéia de investir apenas nas PETR4 e VALE5 da vida, não é sempre a solução mais sábia.

 

Ações Mid-Cap: São as medianas. Gestores de fundos classificam ações como mid-caps se elas possuirem uma capitalização entre 5 à 20 bilhões de reais e um volume de negociação diário maior do que 5 milhões de reais.

 

Muitas das mid-caps estão entre as melhores para os investidores que sabem o que estão fazendo pois podem (ênfase no podem) ter um maior potencial de crescimento do que as ações de empresas maiores. Algumas delas tem problemas com baixa liquidez.

 

Ações Small-Cap: As nenéns da Bovespa atraem dois tipos de pessoas, manés que querem ações “baratas” e investidores de verdade, ou seja, a minoria.

 

Small-caps tem uma capitalização abaixo de 5 bilhões de reais e tendem a gerar por pregão um volume médio de poucos milhõezinhos. Muitas vezes são ignoradas pelo público, o que é ótimo para aqueles que prestam atenção, pois muitas dessas ações podem ser ótimos negócios, basta prestar atenção.

 

Ah é, liquidez bem ruim. 

 

O que significam esses nomes estranhos?

 

Na verdade é bem simples:

 

O termo Blue-Chip vem dos cassinos americanos, nos quais as fichas azuis valem mais.

 

Quem começou a utilizar a expressão para se referir à ações da bolsa de valores foi um cara do Dow Jones chamado Oliver Gingold. Diz a história que um dia ele estava numa corretora de valores olhando a fita de cotações quando notou vários trades sendo feitos com ações de 200 e 250 dólares.

 

Na década de 20, 250 dólares valiam muito mais do que hoje. E ao perceber o alto valor dos trades, Gingold disse para seu amigo Lucien Hooper que iria voltar ao escritório “para escrever sobre essas ações blue-chip”.

 

Antigamente o termo se referia à ações com valor por unidade bem alto, hoje é mais usado para classificar ações de alta qualidade, mesmo que um lote custe apenas 2.500 reais.

 

Agora, a história das mid e small-caps é mais simples e totalmente sem originalidade ou criatividade:

  • Mid vem de médio, ou meio;

  • Small vem de pequeno;

  • Cap vem de capitalização.

Logo, podemos concluir que ações mid-caps são de média capitalização e small-caps são aquelas que possuem uma de baixa capitalização.

 

Para terminar, se você quiser saber quais são as small caps ou mid caps da bolsa de valores, basta conferir o Índice Small Caps (SMLL) ou o Índice Mid-Large Caps (MLCX) da Bovespa.

 

São uma mão na roda. 

 

Qual o valor de mercado dessas categorias de ações?

 

As categorias mudam com o tempo, assim como os índices. Para se ter uma ideia, no anos 80 uma ação Big Cap tinha um limite de US$ 1 bilhão, hoje, o esse tamanho representa apenas uma Small Cap. Mas, como estamos falando de 2017, fizemos uma pequena lista com os valores de mercado, seguindo a divisão por ordem:

 

  • Mega Cap – US$ 200 bilhões ou mais

  • Big Cap – US$ 10 bilhões ou mais

  • Mid Cap – US$ US$ 2 bilhões à US$ 10 bilhões

  • Small Cap – US$ 300 milhões à US$ 2 bilhões

  • Micro Cap – US$ 50 milhões à US$ 300 milhões

  • Nano Cap – Abaixo de US$ 50 milhões

 

É importante saber também que as ações das maiores empresas captam mais atenção da Bolsa por serem mais lucrativas, no entanto, elas representam a minoria das ações. Para você entender melhor: a Mega Cap representa apenas 0,1%, enquanto que a Micro Cap fica com 18,8% e a Small Cap 17,6%.

 

 

Fonte:

https://www.senhormercado.com.br/o-que-sao-acoes-blue-chip-e-mid-ou-small-caps/

https://trovoacademy.com/dinheiro/small-caps-descubra-como-escolher-as-melhores-small-caps-para-2017/

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Archive

Redes Sociais:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

financexperto

Copyright © 2017 financexperto

Planeje seus gastos, pois planejar vem antes de gastar!!!

“Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?" Lucas 14:28

 

O desejo de consumo é inerente ao ser humano, mas sempre deve ser precedido pelo planejamento financeiro. Marcar os ganhos e os gastos, monitorar rotineiramente, e agir no dia-a-dia para não perder o controle gerenciando suas compras é fundamental.